Um pouco de competição pode gerar um ambiente colaborativo nas empresas. Mas como?

ambiente colaborativo nas empresas

Quem é o melhor membro de sua equipe?

O melhor programador, designer ou profissional de marketing? O mesmo vale para advogados, analistas de investimentos, engenheiros, professores etc. Afinal, quem não quer se destacar?

Perguntas como “quem é o melhor de nosso time?" sempre passam pela cabeça das pessoas, mesmo que não compartilhadas. Afinal, muitos querem ser reconhecidos como "os melhores".

O principal efeito disso é que equipes de alta performance desenvolvem  um viés de competitividade.

Mas existe uma maneira de tirar proveito dessa rivalidade e transformá-la em algo saudável, que possa estimular mais cooperação e menos competição, além de aumentar a produtividade na empresa?

Segundos estudos recentes, sim!

Quer entender como?

Como criar um ambiente colaborativo nas empresas

Antes de entrarmos nas 6 dicas do estudo, vamos retomar o básico: usar a tecnologia a seu favor e os avanços que a transformação digital proporciona.

Isso é fundamental para auxiliar o trabalho em equipe, a troca e o compartilhamento de informações de forma ágil e confiável em tempo real.

Drives compartilhados, ferramentas de comunicação interna como o Slack, uso de video conferências e software de gestão de equipes e projetos, como o Trello, já têm que fazer parte do ambiente colaborativo nas empresas, correto?

Alguma dúvida sobre isso?

Ok, vamos às dicas do artigo então!

6 maneiras de transformar competição em colaboração

ambiente colaborativo nas empresas

O estudo conduzido por professores de Stanford e da Universidade da Virginia diz que a competitividade das equipes gera mais pontos de vista e ideias criativas, levando a melhores decisões.

Mas, para isso, é preciso tomar providências para tornar as interações mais colaborativas e um pouco menos competitivas, além de evitar conflitos de trabalho em equipe a todo custo.

1. Providenciar o máximo de informações possíveis para o time

Este primeiro quesito para gerar ambientes colaborativos nas empresas só reforça o que dissemos sobre usar a tecnologia a seu favor.

É determinante agilizar a troca de informações e a gestão do conhecimento. A informação deve ser objetiva, transparente e, de preferência, fornecida em tempo real.

Com isso, em vez das pessoas defenderem opiniões pessoais e pontos de vista baseados em suas personalidades, elas passam a se ater a fatos concretos e tarefas reais que precisam resolver em conjunto.

2. Estimule o debate e consiga maior diversidade de ideias e alternativas

Evite apresentar duas alternativas de solução a serem escolhidas pelo time. Isso leva a uma polarização de opiniões e a criação de dois subgrupos rivais.

Se, em vez disso, forem estimulados a ser criativos e darem diversas opiniões (baseadas em fatos e informações!), o time terá que se unir para estudar todas as alternativas e encontrar a melhor delas, em conjunto e de forma colaborativa.

3. Estabeleça metas comuns

Quando escolhas estratégicas são apresentadas como oportunidades de colaborar para se atingir uma meta para o grupo ou da empresa, a tendência ao conflito diminui e o trabalho em equipe aflora.

Assim, a tomada de decisão em conjunto é encarada como uma maneira de alcançar uma vitória que será compartilhada por todos.

4. Traga mais humor para o ambiente de trabalho

Locais onde as pessoas riem e se divertem, favorecem a criação de um ambiente colaborativo nas empresas com muito mais facilidade.

O bom-humor diminui a tensão e promove a colaboração, enfatizando a jornada conjunta para superar um desafio, em vez de ressaltar o estresse da competição.

5. Mantenha uma estrutura de poder balanceada

Quando cada membro da equipe tem bem claros os limites de suas responsabilidades e sabem que seu foco deve estar em suas áreas de especialidade, as decisões são mais justas e equilibradas.

Dessa maneira, a tendência é não haver intromissões desnecessárias na área de conhecimento do outro.

6. Não force a resolução de problemas por meio de um consenso

ambiente colaborativo nas empresas

Esta dica aqui, que também visa gerar um ambiente colaborativo nas empresas, se divide em dois passos.

Normalmente os envolvidos em uma tomada de decisão em grupo tentam, inicialmente, conversar entre si, trocar opiniões e chegar logo a um consenso, para ganharem tempo.

Se isso acontecer, ótimo!

Caso isso não aconteça e o debate comece a se estender, a solução é simples e objetiva: defina uma regra!

Simplesmente eleja de antemão quem tomará a decisão final nesses casos, aquele que dará o voto de Minerva.

O ideal é que o integrante com mais experiência e relevância no grupo tome essa decisão, sempre levando em conta as contribuições do grupo.

Ao contrário do que possa parecer, isso estimula as pessoas a compartilharem suas ideias com o objetivo de convencer os demais antes que a decisão seja levada ao “decisor final”.

Essas 6 táticas ajudam a transformar um ambiente de competição acirrada em um local de trabalho onde a competição é saudável e colaborativa, sem que nada seja levado para o lado pessoal.

Na verdade, alimentar um pouco de competitividade estimula a criatividade e o esforço, aumentando a produtividade e se chegando a mais e melhores soluções.

Adote essas estratégias com seu time, você vai ver como manter o conflito direcionado a resolver problemas faz os times trabalharem unidos para superar os desafios e conquistar uma vitória como equipe, e não como indivíduos!

Leia também5 maneiras de melhorar a produtividade na empresa com uma cultura positiva de trabalho