O guia de como conseguir o emprego dos sonhos (com o Trello)

como conseguir o emprego dos sonhos

Você já viu o cargo de alguém e se perguntou: “Como ele conseguiu esse emprego?” Ou, “Como ele fazia ideia de que empregos assim existiam?”
Algumas carreiras são diretas e bem conhecidas. Se você quiser ser um médico, advogado ou consultor, é só seguir os passos, ir atrás dos estágios e diplomas certos, e pronto. E se você não quiser fazer essas coisas? Esta pode parecer a sua única opção:

carreira emprego dos sonhos

Sua carreira dos sonhos não precisa ser um ponto de interrogação gigante. Você pode pôr em prática um processo simples e estruturado para descobrir e, então, conseguir o emprego dos sonhos que não vai dar sono na galera quando você falar sobre seu trabalho em alguma festa — um trabalho dos sonhos que vai fazer você se sentir realizado de verdade, além de pagar as contas! Basta ter um pouco de garra e amor pelo Trello.

Comece sua busca pelo emprego dos sonhos em 5 passos

Este é o mesmo processo que usei para descobrir que direção eu queria dar para minha carreira, aplicar para um emprego que não existia na NIKE e então usar essa experiência para trabalhar na área de tecnologia (atualmente trabalho no Dropbox) vindo do meio das ONGs:

  1. Reúna informações para entender o mercado
  2. Busque padrões para refinar sua candidatura
  3. Atualize o seu currículo para chamar atenção
  4. Adquira a experiência de que precisa agora (mesmo que ainda não tenha o emprego)
  5. Consiga o emprego dos sonhos

Tire o máximo proveito das capturas de tela que fiz dos meus quadros do Trello, bem como dos e-mails reais que enviei como modelos para você usar. O seu emprego dos sonhos está a poucos passos de distância!

1) Reúna informações

O propósito deste passo é encontrar o máximo de dados que puder sobre empregos disponíveis que pareçam interessantes e obter uma visão macro do mercado de trabalho. O objetivo agora não é encontrar as vagas específicas para as quais você quer se candidatar. A maioria das pessoas pula esse passo, o que é um erro! Você pode deixar passar uma carreira que você poderia amar simplesmente porque tem ideias preconcebidas ou um favoritismo inerente sobre diferentes empregos, sobre o que você é qualificado para fazer ou sobre como falar a respeito da sua experiência.

lista de empresa

Comece fazendo uma lista no Trello chamada “Lista de empresas”. Crie cartões para empresas e organizações que você achar interessantes ou sobre as quais tiver curiosidade. Faça uma lista com o maior número possível — pelo menos 30. Se você tiver dificuldades, aqui estão alguns recursos que podem ajudar:

lista de emprego

Agora faça outra lista chamada “Pesquisa de emprego”. Pesquise as vagas de emprego disponíveis nas empresas que você anotou na etapa anterior. Sempre que você vir um emprego que pareça interessante (mesmo que não seja o mais top), crie um cartão e adicione-o à lista.

Copie toda a descrição da vaga e cole-a no cartão com um link que leve ao anúncio do emprego. Não importa se você é qualificado, a localidade, ou se a vaga em aberto é sênior ou júnior demais, ou mesmo se for preenchida antes de você terminar o processo. A meta é listar pelo menos 40 vagas até o fim dessa etapa.

É assim que o cartão deve ficar nesse estágio inicial da busca de emprego:

vaga de emprego

Se você já pesquisou todas as oportunidades das empresas que estão na sua mira, também pode vasculhar listas de vagas  e encontrar mais empregos disponíveis. Aqui estão algumas:

Em seguida, examine a sua lista “Pesquisa de emprego” e comece a mover os cartões para cima ou para baixo a fim de que as vagas mais interessantes fiquem em cima e as menos, embaixo.

2) Busque padrões nas vagas

Esta é a parte mais divertida! Analise seus cartões e tente encontrar elementos comuns entre as empresas e posições que mais lhe agradam. Aqui estão alguns parâmetros para ajudar na avaliação:

  • Os empregos se concentram em certas áreas?
  • Há certas palavras-chave que aparecem em muitas vagas ?
  • As empresas estão em certa fase de crescimento ou de tamanho?
  • Elas tendem a ter valores e reputação semelhantes?
  • Os empregos tendem a ser mais multifuncionais ou menos?
  • Eles dão mais atenção à estratégia ou à implementação? Ou talvez às duas?
  • Quais habilidades eles exigem?

Faça mais algumas listas no Trello e use-as com critérios diferentes para classificar os cartões das vagas. Talvez você tenha que experimentar algumas categorias diferentes antes de acertar. Por exemplo, comecei organizando as minhas de acordo com o mercado à qual pertenciam, mas não me senti muito à vontade. Isso deixou alguns empregos de fora e não captou a essência do que achei interessante sobre algumas vagas.

emprego dos sonhos

Reli as descrições das vagas e as qualificações exigidas. Fiz mais listas com base nas funções específicas. Aumentei algumas listas e juntei outras em uma só. Excluí alguns empregos que pareciam menos interessantes ou relevantes àquela altura. Organizei as listas numa ordem aproximada do que eu considerava ser a mais interessante até a menos atraente. Foi assim que ficou:

caça ao emprego

Agora, mergulhe fundo nas listas mais interessantes em busca de palavras-chave e use-as para configurar alertas de vagas disponíveis. Configurar alertas de vagas disponíveis vai poupar muito o seu tempo. Você vai receber notificações automáticas assim que vagas disponíveis forem anunciadas, podendo então ser uma das primeiras pessoas a se inscrever. Os alertas também permitem que você acompanhe facilmente os tipos de empregos para os quais as empresas estão contratando com mais frequência, o que vai ajudá-lo a se manter informado sobre as habilidades que mais crescem em demanda e tendência nas empresas.

Acesse o recurso Google Job Alerts e configure quantos alertas quiser com base nas palavras-chave que aparecem nos empregos que você mais deseja. Para mim, de acordo com as minhas listas acima, as palavras-chave foram:

  • Marketing de produto
  • Inovação
  • Percepção do usuário

Se você estiver procurando emprego em uma localização específica, acrescente isso à sua pesquisa.

As palavras-chave que você selecionar nesse processo também podem influenciar como você se apresenta ao se candidatar ou como descreve seus interesses para as pessoas. Por exemplo, comecei minha biografia assim: “Hilary trabalha na interseção entre marketing, inteligência do consumidor e inovação”. Aprendi a falar sobre minhas conquistas profissionais de um jeito que chamasse atenção para esses interesses.

3) Atualize seu currículo

Não vou me estender no assunto, mas seu currículo ou CV é obviamente uma parte importante de como conseguir o emprego dos sonhos. Ouço as pessoas reclamarem o tempo todo de que seu currículo não impressiona o suficiente e que não há nada que possam fazer a esse respeito. Mas — e prometo que isso é verdade — você pode fazer qualquer currículo parecer impressionante se aprender a fazê-lo se destacar . Aqui estão dois itens essenciais para a versão nova e melhorada do seu currículo:

  • Faça uma lista de suas realizações, em vez de uma lista de responsabilidades.
  • Inclua o máximo possível de realizações usando números para ilustrar a abrangência e o impacto dos seus projetos.

Seguem alguns recursos que explicam como fazer isso:

Outras dicas para entender como se posicionar no mercado incluem:

  • Usar esta excelente apostila sobre marca pessoal (em inglês), da PwC, para expressar seus pontos fortes e suas paixões em uma narrativa convincente que o ajudará a se destacar.
  • Pedir a colegas de trabalho e amigos que façam críticas construtivas sobre seus pontos fortes, porque gostam de trabalhar com você e o que eles acham que torna você especial.
  • Veja os perfis de LinkedIn das pessoas que possuem ou possuíam empregos semelhantes ao seu. Como elas falam sobre as realizações delas? Peça para ver o currículo delas, se possível.

4) Adquira experiência agora

Agora você tem uma ideia melhor de quais tipos de emprego lhe interessam mais. Mas e se você ainda não tiver a experiência que eles estão procurando? Você vai concorrer com muitos outros candidatos qualificados. Vai ser difícil ganhar deles. Então não tente ganhar. Em vez disso, passe uns meses fazendo “pitch” ou propondo projetos relevantes a pessoas que provavelmente não estão recebendo centenas de inscrições de candidatos. Trabalhar como freelancer ou prestador de serviços é uma ótima maneira de se tornar o tipo de pessoa que seus chefes dos sonhos vão querer contratar.

Você pode fazer um pitch de um projeto freelance pesquisando quais são as dores ou os desafios da empresa e demonstrando interesse genuíno em como você pode contribuir para resolvê-los. Quanto mais determinado você for na fase de pesquisa, mais impressionados seus possíveis empregadores vão ficar.

Em primeiro lugar, crie uma nova lista no Trello chamada “Empresas para fazer pitch”. Acrescente empresas da sua lista original e também as que você encontrou durante a pesquisa, contanto que tenham uma característica-chave adicional: Você tem chances reais de fazer alguém que trabalha lá prestar atenção no seu e-mail.

Talvez tenha um amigo que trabalha lá ou até um amigo de amigo, ou talvez a empresa seja pequena o suficiente para ser fácil conseguir as informações de contato da pessoa certa. Crie um novo cartão para cada empresa e, ao pesquisar e identificar contatos, acrescente todas as informações relevantes no cartão. Vai ficar mais ou menos assim:

emprego dos sonhos

Aqui estão algumas sugestões de como fazer pesquisa:

  • Leia o conteúdo no site da empresa, relatórios anuais e comunicados à imprensa publicados recentemente.
  • Converse com amigos (ou amigos de amigos) que trabalham nas empresas, nas indústrias e nos cargos que você tem como objetivo. Pergunte a eles: “O que as empresas que estão tendo sucesso neste mercado estão fazendo bem?” “Quais são os erros comuns que as empresas desta área estão cometendo?”
  • Confira as vagas disponíveis para ver quais habilidades as empresas procuram.
  • Veja as vagas disponíveis dos concorrentes. (Isto é importante: Se o líder do setor parecer que está desenvolvendo uma estratégia comercial para dispositivos móveis, então os concorrentes dele logo vão fazer isso também.)
  • Leia notícias sobre a empresa e seus concorrentes na Exame, InfoMoney e em outros meios de comunicação sobre negócios.
  • Pesquise no Google coisas como: “desafios em [área de atuação]” ou “tendências em [área de atuação]” ou “melhores práticas de [cargo] em [área de atuação]” para ter uma noção de onde estão concentrados os recursos.
  • Dê uma olhada no seu currículo recém-atualizado. Em quais projetos você acha que poderia ajudá-los com base somente em sua experiência?
  • Pense no público-alvo da empresa e tente falar com os clientes sobre por que eles já compraram (ou não) produtos da empresa. Isso é especialmente marcante num pitch se a empresa for B2B e você puder encontrar alguém que se encaixe no perfil de público-alvo profissional.
  • Inscreva-se em newsletters relevantes do mercado. Aqui estão algumas boas:

Em seguida, a ideia é identificar contatos que trabalham nessas empresas. Ter como meta falar por telefone com alguém antes ou depois de desenvolver ideias concretas de projetos depende do seu relacionamento com a pessoa e em que ponto do processo você está. Independentemente disso, quando você encontrar um contato, adicione-o ao cartão da empresa no Trello. (Talvez você queira fazer um acompanhamento do seu networking em um quadro separado: Configuração do meu quadro de networking de trabalho.)
Além de recorrer a amigos, como você faz novos contatos?

  1. LinkedIn: Pesquise a empresa e vasculhe as conexões de primeiro ou segundo grau que seus perfis têm em comum.
  2. Redes de contato universitárias: Cadastre-se no diretório de ex-alunos da sua universidade e pesquise lá. Você também pode fazer isso no LinkedIn numa busca cruzada da empresa e com sua universidade. Fiquei perplexo com a disposição das pessoas para ajudar só porque estudamos na mesma faculdade.
  3. Contatos objetivos na empresa: Tenha cuidado com este item, ninguém quer parecer agressivo ou irritante. Se for uma empresa pequena, geralmente é fácil encontrar alguém para contatar. Quando quis encontrar um contato na loja de e-commerce Cuyana, liguei para o número de atendimento ao cliente deles e pedi um endereço de e-mail para o qual eu pudesse escrever fazendo um pitch para participar de um projeto de estágio.

Dica profissional: Às vezes é preciso apenas adivinhar o endereço de e-mail de alguém. Coloque-o na ferramenta https://email-Checker.net/check para descobrir se o e-mail é válido antes de começar a mandar mensagens para o além.
Bem, agora você já fez a pesquisa e já tem sua lista de contatos. Está na hora de entrar em contato com eles.

Como pedir para ser apresentado

Se você quiser que amigos apresentem você para alguém de sua rede de contatos, você precisa fazer 99% do trabalho por eles. Isso significa enviar dois e-mails: um perguntando se eles poderiam conectá-lo e outro para eles encaminharem para o contato deles. Não espere que eles “vendam seu peixe” — isso é "pedir muito", e eles provavelmente não vão fazer isso tão bem quanto você!

De novo, começar conhecendo melhor a pessoa e fazendo perguntas sobre a equipe ou ir direto ao assunto para fazer o pitch depende totalmente do relacionamento que você tem com ela. Se eu tiver uma relação pessoal o suficiente para achar que a pessoa vai ficar feliz em conversar ao telefone por 20 minutos, geralmente começo com isso para que possamos nos conhecer melhor e, em seguida, uso o e-mail de follow-up/agradecimento para fazer o meu pitch, ou “vender meu peixe”. Caso contrário, vou direto ao pitch.

Aqui está um conjunto genérico de e-mails do tipo "pedindo para ser apresentado" que você pode usar como guia:

exemplo de busca de emprego

exemplo de busca de empregoPitch quente

Aqui está o pitch que mandei para o Squarespace que um amigo que trabalhava lá se ofereceu para encaminhar para alguém.

Pitch frio

Aqui está o pitch que mandei para a Cuyana depois de conseguir um endereço de e-mail ligando para o número de atendimento ao cliente.

Pitch de follow-up

Meu projeto na NIKE começou com uma entrevista para obter informações gerais, e durante a entrevista mencionei o meu desejo de trabalhar em projetos lá durante as férias. A mulher com quem falei pareceu interessada, então, alguns dias depois da nossa conversa, fiz um follow-up com este pitch simples.

Agradecimento

Você deve sempre enviar uma nota de de agradecimento depois de qualquer conversa relacionada a trabalho:

  • Seja breve.
  • Mostre que você aprendeu algo com o contato.
  • Dê continuidade à conversa. Nesse caso, pode ser reiterando suas ideias para projetos em que você pode trabalhar com a empresa e perguntando quais seriam os próximos passos.

Leia a seção de entrevistas para ver alguns exemplos reais de notas de agradecimento que já mandei.

Com sorte, você vai começar a entrar em ação e a trabalhar em projetos que você possa acrescentar ao seu currículo. Se você não estiver tendo sorte com as suas empresas favoritas ou se os termos de salário forem um obstáculo no caminho, tente encontrar startups que estejam começando e se ofereça para trabalhar de graça, se puder. Elas sempre precisam de ajuda.

Enquanto isso, volte o seu interesse para projetos que dão resultados: manter um blog, organizar um evento, reunir-se com pessoas, o que quer que seja. As entrevistas dão muito certo se você disser: “Adoro música, então comecei a escrever para essa publicação / organizar esse evento” em vez de “Adoro música, então frequento muitos shows”.

5) Consiga o seu emprego dos sonhos

Parabéns! Agora você é a pessoa que as empresas querem contratar para o seu emprego dos sonhos. Melhor ainda, você tem um novo conjunto de contatos do mercado. Talvez você tenha se provado tão indispensável durante seu projeto freelance que desejam contratá-lo em tempo integral. Ou talvez seja hora de você finalmente procurar um emprego a fim de ser contratado de verdade.

Você já configurou alertas de emprego. Agora só precisa começar a acompanhar o processo de networking e de candidatura. Volte para o seu quadro no Trello e crie uma lista nova chamada “Vagas em aberto”. Acrescente empregos que encontrar por meio de alertas de emprego, por meio de listas que você segue e por meio de pesquisas no Google Jobs.

Networking

Novamente, faça o possível para encontrar contatos nas organizações onde você quer trabalhar. Acompanhe suas trocas de mensagens em um quadro de networking no Trello. Use os mesmos processos descritos acima, exceto agora você está pedindo uma referência. Aqui está uma versão levemente adaptada do pedido genérico para ser apresentado:

E-mail 1:

E-mail 2:

Essa também é uma boa desculpa para entrar em contato com as pessoas com quem você falou durante no processo e atualizá-las sobre alguns trabalhos interessantes que você tem feito.

Adicione contatos ao quadro “Ainda não contatados” e então vá mudando-os de lugar no decorrer do processo. Acrescente anotações da sua conversa diretamente no cartão para que você as localize facilmente. Se alguém ficar na lista “Contatados” durante uma semana sem retorno algum por parte deles, educadamente faça um follow-up. Se outra semana se passar e você ainda não ouvir nada, passe o cartão para a lista “Cemitério da rede de contatos”.

Entrevista

Suas chances de conseguir uma entrevista aumentam muito quando você tem algum contato dentro da empresa que possa dar uma referência. Em uma entrevista, você deve estar preparado para responder (e fazer!) perguntas que abrangem três dimensões:

  • A empresa e o mercado de trabalho
    • Se precisar de ajuda para organizar essas informações, use as abordagens de SWOT (empresa) ou as cinco forças de Porter (mercado).
    • Se você fizer a pesquisa conforme expliquei acima, vai dar certo. Você deve se preparar para falar sobre a estratégia da empresa, como ela se compara à dos concorrentes, como você fica por dentro das tendências, etc.
  • O cargo
    • Pensando no cargo específico: Quais são os pontos fortes e fracos dos [produtos da equipe para a qual você está se candidatando]? Quais empresas da área estão fazendo bem [o trabalho da equipe]? O que você faria diferente? Quais são os desafios diferentes que a equipe enfrenta, considerando o que você sabe sobre a empresa?
  • Você mesmo

Agradecimentos

As notas de agradecimento devem ser curtas e mostrar que você aprendeu algo com a conversa. Além disso, uma nota de agradecimento após a entrevista deve:
• Reiterar que você entende as metas da equipe/empresa e que é particularmente qualificado para alcançá-las.
• Mostrar seu entusiasmo a respeito da posição.

Aqui está um exemplo tirado da minha segunda entrevista no Dropbox. Perceba como eu designei a mim mesmo um item de follow-up (e depois, de fato, fiz o follow-up) no e-mail.

Sucesso na busca do emprego dos sonhos!

Ao longo do processo, certifique-se de que você vai continuar pensando sobre o que faz você feliz, em contraste com o que as pessoas dizem que você deveria querer. Na minha mente, um emprego deve fazer pelo menos uma das seguintes coisas:

  • Permitir que você trabalhe para resolver problemas que considera genuinamente interessantes e importantes
  • Prepará-lo para um emprego que lhe permitirá fazer essas coisas
  • Pagar bem

Se o emprego fizer essas três coisas, você ganhou na loteria! Se não fizer nenhuma, saia o mais rápido possível.

Minha carreira já deu muitas voltas — desde ensinar aulas de mergulho para advocacia ambiental a um emprego maravilhoso no Dropbox. Suas habilidades podem movimentar e abrir portas à medida que você simplesmente reformula suas realizações e fala a língua dos gerentes de recrutamento. Para as qualificações que você não tem, seja criativo e trabalhe em projetos que vão transformá-lo numa contratação indispensável.

Nunca é tarde demais para mudar de rumo e encontrar um emprego que se alinha com seus valores, interesses e necessidades. Uma vez que você realmente acredita no valor que pode agregar a uma organização, é apenas uma questão de tempo até você convencer a pessoa certa e conseguir o emprego dos sonhos.

Leia também: As armadilhas da frase “Esse não é o meu trabalho”