<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=44935&amp;fmt=gif">

5 dicas para organizar a vida (sem usar força de vontade)

dicas para organizar a vida

Você já sentou para trabalhar alguma vez com uma baita força de vontade — e acabou caindo no "buraco negro" das mídias sociais e não produziu quase nada?

Pois é, a maioria das pessoas pensa que pode aumentar a produtividade pessoal através de mera força de vontade. Porém, quer uma dica para organizar sua vida de verdade? De acordo com Benjamin Hardy, autor de Willpower Doesn’t Work: Discover The Hidden Keys To Success (“A força de vontade não funciona: descubra os segredos ocultos do sucesso”, tradução livre para o português), a força de vontade não é a solução principal para aumentar a produtividade. Se você quer fazer mais em menos tempo, precisa mudar seu ambiente.

E não estamos falando de trocar seu cubículo no escritório por um café aconchegante na esquina. Hardy define “ambiente” como o conjunto dos espaços que você frequenta, hábitos, distrações, interações e outras pessoas com quem você sempre interage.

Conversamos com Hardy para entender seus insights sobre como o ato de mudar os vários aspectos de nosso ambiente pessoal pode aumentar a produtividade sem usar a força de vontade.

1. Comprometa-se com quem você quer ser

De acordo com Hardy, esta é a principal dica para dominar a força de vontade e entender como organizar sua vida efetuando mudanças positivas (inclusive aumentando sua produtividade): tomar uma decisão sobre quem você quer ser, e então se comprometer com essa decisão.

“Se você ainda não decidiu, então é preciso que use a força de vontade”, diz Hardy.

Então, se você diz que quer escrever um livro, mas não se comprometeu com essa decisão, toda vez que se sentar para escrever, provavelmente você vai enfrentar todo tipo de conflito interno que exige muita força de vontade para serem eliminados: eu deveria escrever agora ou mais tarde? Acho que preciso comer alguma coisa. Não está na hora de checar meu e-mail? Acho que o cachorro precisa passear. E com o tempo, sua força de vontade se esgota e seu livro de sucesso continuará só no rascunho.

“Nós nos tornamos o produto da situação atual, a não ser que nossa decisão seja clara”, diz Hardy.

Porém, quando você se compromete de verdade com sua decisão, ela se torna parte de você — e o que faz parte de você não exige força de vontade. Em vez disso, é algo automático.

Hardy explica: “Por exemplo, eu não preciso de força de vontade para não beber álcool. Simplesmente não faz parte da minha identidade. Então, o primeiro passo é tomar decisões e, então, desfrutar do processo de incorporar essas decisões à sua identidade, a quem você é”.

2. Crie seu ambiente em torno desse compromisso

O primeiro passo é o ato de se comprometer com sua decisão para aumentar sua produtividade e incorporar isso à sua identidade. Na mesma linha, o segundo passo tem a igual importância. Aqui vai mais uma boa dica para organizar a sua vida:

“O segundo componente — que é essencial — é então criar um ambiente que favorece essa identidade,” diz Hardy. “Na cultura ocidental, somos muito individualistas, logo pensamos em quem somos independente do contexto — no entanto, o contexto é muito poderoso.”

“Então, se você tenta tomar uma decisão e seu ambiente não favorece essa decisão, das duas uma: ou a decisão não foi tomada de verdade porque você não criou o ambiente para fazê-la acontecer, ou a decisão provavelmente vai fracassar porque você precisa exercer força de vontade contra seu ambiente,” continua Hardy.

Dessa forma, se você tomou a decisão de empreender, precisa criar um ambiente que possibilita administrar um negócio de sucesso, por exemplo:

  • Você pode frequentar um espaço de co-working e se cercar de profissionais que empreendem.

  • Desligar as notificações do celular quando estiver trabalhando para que nada distraia você das suas tarefas.

  • Ler livros, ouvir podcasts e frequentar conferências que inspirem e animem você a respeito do seu negócio próprio.

Resumindo, e talvez essa seja a maior das dicas para organizar sua vida: se você cria um ambiente propício à produtividade, não precisa de força de vontade para ter sucesso.

Tem uma frase do Marshall Goldsmith que gosto muito nesse sentido:

‘Se você não cria e controla seu ambiente, seu ambiente cria e controla você’.

Acho que há muita, mas muita verdade nisso,” diz Hardy.

3. Elimine decisões desnecessárias

como organizar minha vida

De acordo com várias fontes, um adulto comum toma umas 35.000 decisões todos os dias.

“Fazemos tanta coisa, como checar o e-mail constantemente e até mesmo passar os olhos pelos feeds de notícias. Tomamos milhares de decisões todos os dias que não precisávamos tomar antes da existência da internet, antes da globalização, antes da industrialização,” diz Hardy.

Todas essas decisões — e a consideração e o esforço necessários para tomá-las — podem levar à “fadiga de decisão,” o princípio psicológico que define que, quanto mais decisões você precisa tomar, mais difícil se torna fazer escolhas certas. Em outras palavras, se você passa todo o seu tempo e energia decidindo o que comer, o que vestir ou a quais e-mails responder, fica muito mais difícil tomar decisões positivas sobre o que realmente importa (a exemplo do seu comprometimento em aumentar a produtividade pessoal e fazer mais coisas durante o dia).

Felizmente, existe uma solução fácil para a fadiga de decisão: eliminar toda decisão desnecessária do seu ambiente.

“A coisa mais inteligente que você pode fazer é remover tudo que é negativo proativamente e minimizar o número de decisões que você precisa tomar,” diz Hardy. “Por exemplo, deletar aplicativos do celular — isso é uma decisão. Você pode deletar um aplicativo do celular, aí não precisa pensar nele no futuro. Isso simplesmente elimina as escolhas desnecessárias.”

Pare e analise profundamente o seu ambiente e identifique quais decisões desnecessárias estão ocupando seu tempo e energia.

Por exemplo, se você percebe que está sempre se distraindo do trabalho com mensagens de texto, desligue suas notificações enquanto estiver fazendo o chamado “deep work”, ou trabalho aprofundado; assim, você elimina todas as decisões desnecessárias de uma conversa por mensagem de texto (a exemplo de decidir se para de trabalhar para olhar a mensagem, se  responde ou se continua a conversa ou concentra essa energia em fazer o trabalho acontecer).

Quanto mais decisões você eliminar durante o dia, mais energia mental vai sobrar para as decisões importantes, como organizar sua vida e trabalhar para alcançar suas metas.

4. Conheça (e se proteja de) seus gatilhos

Infelizmente, por mais que você se comprometa a aumentar sua produtividade — e crie um ambiente que apoie essa intenção — imprevistos podem acontecer para distrair você e atrapalhar sua produtividade.

Quer mais outra dica para organizar sua vida? O segredo para impedir que essas coisas derrubem seus planos de produtividade é prevê-las e bolar um plano de ação para combatê-las.

“É saber quando, onde, como e quem. É saber quais lugares, coisas e pessoas tiram você do eixo para que você possa agir proativamente em vez de reagir,” diz Hardy.

“Você precisa basicamente se planejar para o fracasso a fim de ter sucesso. Isso se faz não só visualizando o resultado de uma meta, mas visualizando o processo e os obstáculos que você vai enfrentar. E então, o próximo passo é criar uma situação condicional de ‘se-então’.”

Assim, vamos supor que toda vez que você começa a sentir tédio ou inquietação, você abre o Facebook. O gatilho é o sentimento de tédio e inquietação — e o modo automático é ir para as mídias sociais.

Segue mais uma dica para organizar sua vida: em vez de entrar no modo automático quando o gatilho aparece (e perder tempo e produtividade nas mídias sociais), você pode bolar uma resposta proativa para lidar com o gatilho:

  • “Se eu sentir tédio e inquietação, vou me levantar e dar uma volta” ou

  • “Se eu sentir tédio e inquietação, vou parar por 10 minutos para ouvir um podcast sobre produtividade” ou

  • “Se eu sentir tédio e inquietação, vou tomar uns minutinhos para organizar minha mesa de trabalho”.

O objetivo é substituir sua resposta automática (Facebook) com uma resposta proativa (dar uma volta, ouvir um podcast, organizar sua mesa).

No fim das contas, sua resposta proativa será o novo modo automático — e em vez de os gatilhos levarem você a mais distrações, vão levar você a hábitos que aumentam sua produtividade pessoal.

5. Conte com o apoio à sua volta

Você pode escolher os ambientes que frequenta, e se você escolher se expor a ambientes que melhoram sua produtividade, o sucesso está garantido.

Por muito tempo, a auto-ajuda basicamente falava sobre como a mudança acontece de dentro para fora. Porém, o que as pesquisas e a psicologia estão mostrando é que o processo de mudança, na verdade, acontece de fora para dentro,” diz Hardy. “Na verdade, você muda através do seu comportamento, de ambientes, de experiências. Você pode mudar de dentro para fora ao proativamente decidir quais ambientes vão mudar você”.

Acrescente aí à sua lista de dicas para organizar a vida: se você quer aumentar sua produtividade, é essencial estar em ambientes que inspiram você a produzir mais e a alcançar suas metas.

Se você quer correr todos os dias, é só se participar de um equipe grupo de corrida. Se você quer se dedicar duas horas todos os dias para escrever seu livro, vá até uma biblioteca e desligue seu wi-fi para ninguém distrair você do seu processo. Se você quer melhorar o seu negócio, faça parte de um mastermind com outros empreendedores que passaram pelo que você está passando.

Ou seja, as pessoas, os lugares e as coisas que fazem parte do seu ambiente vão moldar você. Então, se você está descobrindo agora como organizar sua vida e aumentar sua produtividade pessoal, lembre-se: você precisa escolher essas pessoas, esses lugares e essas coisas com cuidado.

Dica para organizar sua vida: o que fazer agora

força de vontade

De acordo com Hardy, não basta força de vontade para fazer transformações duradouras e positivas — inclusive se transformar em uma pessoa mais produtiva. Porém, o que você pode fazer?

Criar um ambiente que inclui lugares, pessoas, rotinas e mais coisas que apoiam a pessoa que você quer ser.

E quando você fizer isso, não vai precisar de força de vontade para fazer as coisas acontecerem — você vai simplesmente ser o tipo de pessoa que prioriza a produtividade total.


Seja algo negativo ou positivo, adoraríamos ouvir o que você acha. Escreva para atendimento@trello.com.

Leia mais: Quer melhorar a produtividade? 4 exemplos fantásticos da natureza