Por que pessoas introvertidas enriquecem o ambiente de trabalho

Pessoas introvertidas

“Você é tão introvertido que fiquei surpreso de vê-lo na confraternização da empresa ontem.”
“Ah, é por isso que toda essa gente estava me perturbando enquanto tentava ler?”

Se a piada acima te descreve ou não, vamos começar estabelecendo uma verdade simples: mesmo se existem diferenças palpáveis entre introvertidos e extrovertidos, ambos têm habilidades únicas que podem ser valiosas no trabalho.

Apesar disso, pessoas introvertidas podem sofrer de uma pequena desvantagem no trabalho simplesmente por causa dos preconceitos que os rodeiam. Sem entender a mentalidade introvertida e a maneira como ela se manifesta, existe um risco que alguns indivíduos podem ser considerados tímidos, emocionalmente frios e até com falta de empatia.

De acordo com a organização Myers-Briggs, cerca de 1/3 da população mundial pode ser identificada como introvertida. Vários estudos científicos exploraram as profundezas da mente introvertida, esclarecendo alguns mal-entendidos e oferecendo algumas explicações sobre como funciona o pensamento de pessoas introvertidas.

Estudar a abordagem introvertida permitiu elucidar alguns segredos chave de produtividade vindos de introvertidos, bem como os atributos únicos que podem torna-los valiosos para um contratante.

Mas, afinal, o que é uma pessoa introvertida? Para que você entenda melhor as características dos introvertidos, aqui estão algumas percepções desmascaradas sobre eles, e as razões que fazem com que pessoas com esse tipo de personalidade enriqueçam seu escritório.

Pensadores criativos excepcionais

pessoas introvertidas

Eles podem não ser os primeiros a lançar sugestões no meio de uma reunião de brainstorming, mas introvertidos são excelentes quando se trata de sintetizar informações e encontrar soluções criativas.

Em 2012, Randy Baker da Universidade de Harvard descobriu que introvertidos tendem a ter massa cinzenta maior e mais densa no córtex pré-frontal. Essa é a área do cérebro responsável pelo pensamento abstrato e a tomada de decisões, o que é crucial para o processo de geração de novas ideias criativas e para fazer julgamentos informado.

Então enquanto introvertidos podem ter maior propensão a desenvolver suas ideias e a aperfeiçoá-las internamente antes de interagir com os outros, eles fornecem muitas vezes uma qualidade e uma clareza de pensamento que podem sustentar qualquer campanha criativa.

Se você quiser conduzir sessões de brainstorming produtivas e eficientes, introvertidos devem ser incentivados a participar frequentemente dessa maneira.

Dificilmente distraídos

pessoas introvertidas

Todos nós nos distraímos com um barulho alto no ambiente de trabalho, mas algumas pessoas estão programadas para ignorar o barulho melhor que outras.

A Organização Meyers-Briggs mencionada acima vem afirmando que, enquanto extrovertidos tiram sua energia da interação social, introvertidos extraem a sua de dentro deles mesmos. Essa afirmação tem sido confirmada por vários projetos de pesquisa, que parecem sugerir que introvertidos e extrovertidos reagem de maneiras diferentes a estímulos alternativos e tem sistemas de recompensa e de prazer distintos.

Como introvertidos são menos facilmente distraídos por outros e capazes de tirar sua energia de dentro, eles são especialistas em se concentrar em uma só tarefa e trabalhar até que suas metas particulares sejam cumpridas.

De fato, o cérebro da pessoas introvertidas tem maior tendência a evitar interrupções no fluxo de trabalho, fazendo que seja idealmente adaptado para ter sucesso em situações de pressão alta e prazos curtos.

Eles podem prosperar sem supervisão

pessoas introvertidas

Abaixar a cabeça em uma monotarefa é comprovadamente uma das maneiras mais eficientes de aumentar a produtividade. Essa habilidade pode vir mais naturalmente para uns que para outros.

A mente introvertida foi o sujeito de vários estudos nos anos 1960, incluindo um feito por Hans Eysenck onde ele concluiu que introvertidos ficavam facilmente hiperestimulados em situações coletivas e em situações onde deveriam tomar mesmo um risco controlado.

Esses resultados têm conotações significativas no trabalho, uma vez que eles mostram que as condições de trabalho ideais para as pessoas introvertidas são deixá-los trabalharem sozinhos e sem interrupção. Sua natureza de aversão ao risco também faz com que eles aceitem mais facilmente a instruções específicas, o que significa que empregadores podem contar com a consistência do trabalho que irão receber.

Eles não se motivam com recompensas tradicionais

pessoas introvertidas

Há um equícovo perigoso que diz que introvertidos em geral não são um tipo de personalidade motivado. Em vez de pensar em termos binários, considere o seguinte: introvertidos e extrovertidos são simplesmente motivados por recompensas diferentes.

Enquanto introvertidos canalizam sua energia de dentro, eles não são completamente introspectivos em sua visão. Na verdade, eles têm mais chance de serem menos motivados e energizados pelas recompensas tradicionais que existem no âmbito do trabalho, como progressão na carreira e remuneração.

Esse assunto tem sido explorado em um artigo de pesquisa escrito pelo Dr. Colin DeYoung explicando a falta de ambição percebida, e muitas vezes falsamente atribuída a introvertidos no trabalho.

Em vez de ter uma falta de ambição, pessoas introvertidas simplesmente se motivam mais pela satisfação de cumprir tarefas de maneira excelente. Isso significa que eles têm uma predisposição a gerenciar seu trabalho para otimizar a produtividade e a qualidade, em vez de caçar agressivamente promoções ou salários maiores.

Com pesquisas recentes vindas da Inglaterra sugerindo que existe um ponto crítico do salário onde as demandas e o stress de um cargo começam a afetar a produtividade e o equilíbrio entre a vida e o trabalho, esse tipo de visão é claramente benéfico para empresas no longo prazo.

Contrário à percepção comum, pessoas introvertidas constroem ótimos relacionamentos

pessoas introvertidas

Talvez o maior equívoco ao redor dos introvertidos seja que eles não são adaptados para papeis expansivos, que precisam de muita interação social. Isso está longe de ser verdade; a introversão simplesmente influencia o tipo de relação e de interações sociais com os outros, estabelecendo relações pessoais individuais em vez de relações de grupo.

Isso tem muito a ver com a dopamina, que é um neurotransmissor que controla os sistemas de recompensa e prazer do cérebro e determina o tipo de interação que é mais atraente para pessoas introvertidas.

Curiosamente, isso torna esse tipo de pessoa muito apta a exercer cargos de vendas, por que eles têm um desejo e uma habilidade natural de construir relações pessoais com clientes e cultivar relações comerciais fortes para seu negócio.

Eles são ótimos líderes (e vendedores!)

pessoas introvertidas

Da mesma maneira, foram feitos estudos onde introvertidos têm desempenho melhor que extrovertidos em cargos de vendas tipicamente expansivos. Isso não se deve somente a uma vontade e um desejo natos de construir relações com os outros, mas também porque introvertidos são ótimos em ouvir as pessoas, e eles são capazes de entender as necessidades de seus clientes antes de propor suas soluções únicas e inovadoras.

Karl Moore, que é professor na Faculdade Desaultels da Universidade MCGill, também explorou a mente introvertida enquanto chefiava um programa de liderança avançada para seus estudantes. Ele concluiu que a habilidade de ouvir seus clientes e funcionários é igualmente imprescindível para ser um bom líder, indo até sugerir que líderes extrovertidos aprendam e adotem essas características da mente das pessoas introvertidas para tornarem-se mais abordáveis.

Tendo isso em mente, fica claro que as habilidades de ouvir das pessoas introvertidas as torna extremamente produtivas quando têm que lidar diretamente com clientes, gerenciar relacionamentos internos e completar tarefas complexas e detalhadas.

A última palavra

O mundo cibernético é povoado com muitos artigos sobre introversão e extroversão, mesmo que muitos tendam a engrandecer uma só população, enquanto a outra é marginalizada. Isso é contra produtivo, sendo uma melhor solução entender os méritos de ambos extrovertidos e introvertidos e empoderar cada um para que chegue a seu potencial máximo no trabalho. Afinal, a introversão e a extroversão não são rótulos, mas simplesmente representações de pontos diferentes em um contínuo psicológico.

Para apoiar essa ideia, existem pessoas que se encontram em algum lugar no meio desse contínuo que são descritos como ambivertidos, já que exibem qualidades de ambos extremos. Tendo isso em mente, é crucial que empregadores tentem entender essas características mentais particulares e as use para otimizar a produtividade individual e coletiva.

No caso das pessoas introvertidas, isso significa muitas vezes jogar fora preconceitos e estereótipos e repensar tudo o que você pensa que sabe sobre essa população.

Nota do Editor: Esse artigo não pressupõe que extrovertidos não possuem essas qualidades, ou que todos os introvertidos estão representados nessas descrições. O propósito desse artigo é simplesmente desmistificar equívocos comuns sobre introvertidos no âmbito do trabalho, com base em pesquisas científicas.

É importante lembrar que a introversão e a extroversão existem em um contínuo, e que muitas pessoas que se identificam como extrovertidas possuem algumas ou todas essas qualidades, e não todas as pessoas que se identificam como tal apresentem essas características.

Agora que você sabe de verdade o que é uma pessoa introvertida e suas características, que tal ver mais dicas sobre a personalidade das pessoas? Confira em nosso blog: 9 Dicas de Inteligência Emocional Para Gerenciar Equipes