<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=44935&amp;fmt=gif">

Como trabalhar viajando e se manter produtivo

trabalhar viajando

Se você estiver pensando em trabalhar à distância de sua casa ou de uma ilha perdida no pacífico, aqui estão algumas considerações importantes para alguém trabalhando no mundo selvagem do trabalho remoto:

Há quase cinco anos eu gerencio um negócio como escritor freelancer, ao mesmo tempo que viajo pelo mundo. Neste momento estou em Berlim, na Alemanha, onde morarei durante um ano. Certamente não é fácil encontrar um equilíbrio entre o trabalho e as viagens (dica: qualquer pessoa que disser que não perde tempo em mídia social está mentindo). Sem falar que não há muito espaço para tentativa e erro quando você precisa fazer dinheiro para sobreviver.

Aqui estão algumas coisas que aprendi sobre como se manter produtivo quando for trabalhar viajando.

Encontre o equilíbrio trabalho/viagem que funcione para você

Trabalhar viajando muda a sua maneira de viajar. Se você for um nômade digital, não existe viagem a uma ilha deserta sem Wifi por uma semana – pelo menos não sem semanas de antecedência. Você tem que aceitar o ruim que vem com o bom.

É igualmente fácil cair na armadilha de culpa de pensar que horas de trabalho são sempre 40 por semana, Segunda a Sexta. Isso não funciona para mim. Sou um animal noturno, e minha mente funciona melhor à noite.

Quando eu tenho que organizar o trabalho em outros fusos horários, me asseguro de ter bastantes horas em comum caso meus clientes precisem de mim. Mas raramente me ativo antes da tarde, e me custou um tempo para me adaptar a esses horários.

O mesmo se aplica a trabalhar uma semana de dias úteis. Às vezes vale a pena não trabalhar na terça... isso só significa que terei que trabalhar no sábado.

Mantenha um diário de quando você terminar um trabalho, ou de quando você se sente mais antenado, e tome nota de qualquer padrão que surgir. Você completa a maioria de seus projetos à noite? Você pode ser um notívago também.

Coloque seu negócio em primeiro Lugar

Sim, é importante curtir seu estilo de vida, mas tenha em mente que você não teria essa liberdade sem alguns sacrifícios. E lembre-se: quando se faz o que gosta, não é trabalho.

Fusos horários são uma chatice, mas ser flexível com seus clientes é uma necessidade absoluta. Não tem outro jeito se não marcar uma reunião às 23:00? Marque a reunião às 23:00. Mostrar às pessoas que você é confiável solidifica sua confiança em você. Você não precisa se dobrar em quatro para satisfazer as pessoas, mas tem que mostrar que está disposto a fazer um bom serviço, mesmo se seu estilo é trabalhar viajando.

Dizer “não” a amigos e parentes bem-intencionados é igualmente um desafio, especialmente se eles pensam que você não está trabalhando, mas passa seu dia sentado no sofá olhando o Facebook. Aprender a dizer “não” a convites é o teste máximo. Quanto mais cedo você aprender a fazê-lo, melhor.

Trabalhar viajando

Mantenha-se organizado enquanto trabalhar viajando

Se você for do tipo criativo, você conhece essa dificuldade. Mentes criativas tendem a funcionar melhor no caos. Estabelecer hábitos e permanecer organizado é uma faca de dois gumes. Eu deixei o mundo do escritório para sair da rotina; porém, descobri que há uma certa alegria que vem com estabelecer algo que parece um horário no meio de uma viagem de longo prazo.

Minha conta do Trello contém seis quadros diferentes: Argumentos, Ideias de Argumentos, Planos de Trabalho, Cronograma de Conteúdo, Cronograma de Mídia Social, e Publicações para Monitorar. Me dedico totalmente a preencher esses quadros, e terminar um trabalho no prazo é um prazer enorme. Literalmente, nada é mais satisfatório que limpar um quadro.

Quanto ao aspecto “viagens”, tenho pastas de e-mails dedicadas a voos e hospedagem. Meu quadro Trello de Viagens mostra todos meus planos para que eu não me confunda e planeje coisa demais. Em seguida, uso aplicativos como Ptriplt para enviar minhas reservas a mim mesmo para que as tenha todas juntas quando trabalhar viajando.

Dia a dia

Berlim, seguindo a tendência de espaços de co-working, está repleto de lugares para explorar, bem como muitas outras cidades com uma cena de startups ativa. Até minha cidade natal de St. John’s tem excelentes espaços de co-working.

Muitos espaços reconhecem agora a necessidade de oferecer flexibilidade para quem tem o hábito de trabalhar viajando, então é possível encontrar espaços de co-working com opções e pacotes para pessoas que viajam muito (14 dias por mês, etc).

Pessoalmente, eu adoro o movimento de espaços de co-working. Assim, eu tenho um motivo de sair de casa, e a maioria dos espaços oferece uma atmosfera social, combinada com seminários semanais. E sempre existe a chance de encontrar mais trabalho de freelance.

Trabalhar viajando

Adoro a funcionalidade de chamar um telefone no Skype, mas é muito mais fácil comprar um chip no país que você está visitando, e chips multinacionais estão aparecendo agora (especialmente na Europa).

Saiba quando recusar projetos

Essa talvez seja a lição mais difícil: você não precisa aceitar todo trabalho que aparece.

Sim, eu sei. É mais fácil dizer do que fazer quando você está começando e tentando sobreviver. Mas pense um pouco: se você está focado totalmente no trabalho que não paga bem, ou que esse trabalho não faz sentido para você, você não estaria se privando de bons trabalhos?

Dizer não é difícil às vezes, mas conheça seu valor. E suas habilidades. Aceitar trabalho demais vai te afogar.

Tente ser direto com seus clientes quanto a seu estilo de vida. Avise a eles que você estará disponível quando for possível, mas que isso não significa 24h, 7 dias por semana. Explique o risco de atrasos ou de empecilhos inesperados. Lembre-se, não há maneira de prever algumas coisas, mas elas acontecem de qualquer forma, para quem optou por trabalhar viajando. Ser honesto é o melhor que você pode fazer.

Estaria mentindo se dissesse que às vezes não sinto falta do escritório, de ter colegas, e um pouco mais de estabilidade. Mas não tenho pressa de voltar. Trabalhar enquanto se viaja não é para todos, mas as recompensas valem o esforço. A chave está no equilíbrio.

Veja também: Vai viajar a trabalho? Faça um plano para manter a sua produtividade durante o voo