<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://dc.ads.linkedin.com/collect/?pid=44935&amp;fmt=gif">

Cultura do trabalho virtual: como o Pokemon Go ajuda nessa adoção em massa

trabalho virtual

Funcionários remotos, nômades digitais, teletrabalhadores, profissionais geograficamente independentes – o mundo do trabalho virtual é muitas vezes retratado como uma realidade alternativa àquela cultura de escritório cujos funcionários fazem o trajeto todos os dias de casa a um local determinado para trabalhar. Mas, como a maioria de nós vive e um mundo pós Como Enlouquecer Seu Chefe dos cubículos beges e preciosos grampeadores, o termo “trabalho virtual” não está obsoleto?

O que é tido como “virtual” é o exato oposto do que está fisicamente ao nosso redor. Mas e se a ideia do trabalho virtual como uma alternativa a normal não for mais aplicável? Com milhões de pessoas vivendo seus mundos físicos de maneira completamente diferente através do Pokémon Go, podemos estar no meio de uma mudança cultural no que diz respeito à distinção entre virtual e real.

Podemos até dizer que empresas que não reconheçam essa mudança correm o risco de serem deixadas para trás por suas indústrias e seus funcionários.

Como Pokémon se insere em seu dia de trabalho?

Tecnologias de realidade virtual (VR) e a realidade aumentada (AR) estão mudando as regras do jogo de conectividade pessoal e profissional. Considere o Pokémon Go. Mais que um simples surto de nostalgia dos anos 90, histeria de massa que rodeia o aplicativo de AR foi descrito pela Intel como um divisor de águas para a democratização da tecnologia.

Você precisa explicar o conceito de realidade aumentada a uma pessoa com menor sabedoria tecnológica? Tudo o que você precisa fazer é dizer duas palavras mágicas – Pokémon Go—e isso, meu amigo, é um indicador sólido de uma fase avançada de aceitação pela maioria (leia-se: gente normal) no ciclo da tecnologia.

trabalho virtualAté seu cachorro conhece Pokémon. [Fonte]

Inclusive, na conferência F8 desse ano, em março, Mark Zuckerberg colocou um prazo entre 5 a 10 anos para a integração total da realidade virtual social ao Facebook (graças à sua equipe de VR social). O Diretor Executivo da Apple, Tim Cook, profetizou recentemente que a realidade aumentada será “enorme” e que a AR é o próximo grande investimento da empresa. E isso só no que diz respeito aos consumidores.

Segundo uma pesquisa feita recentemente pela Dell e pela Intel, metade de todos os funcionários, e 3 de cada 5 jovens da geração “milenial” sentem que a tecnologia fará com que conversas cara-a-cara não sejam mais uma parte essencial do âmbito de trabalho. A pesquisa, realizada com 4000 pessoas, descobriu igualmente que 66 por cento de trabalhadores ao redor do mundo querem usar AR/VR em suas vidas profissionais, e cerca de metade acreditam que essas tecnologias os tornarão mais produtivos.

Adicione isso ao fato que já fazem dois anos que um artigo da Forbes indicou que a maioria das empresas já tem a banda-larga e as capacidades tecnológicas de manter um ambiente de trabalho virtual.

Então o que nos impede de repensar o trabalho virtual como sendo, bem, simplesmente trabalho?

A realidade virtual no ambiente de trabalho

realidade virtual no trabalho

A realidade virtual abre novos espaços de interação no tempo e espaço. Videoconferências fizeram uma diferença enorme na comunicação remota, e tecnologias de VR/AR expandem ainda mais nossos horizontes.

Quando você consegue ocupar uma presença “física” em uma reunião de negociação em Nova York, apesar de estar a caminho de sua casa de praia em Búzios, tudo, desde sua voz até sua linguagem corporal, ficará visível. Adicione algumas telas virtuais mostrando uma apresentação, gráficos com dados, e o quadro Trello do Projeto, e todos os envolvidos terão a chance de estar inteiramente envolvidos no momento.

A Trello é uma empresa decentralizada, com cerca de 60% dos nossos funcionários trabalhando à distância, então operamos constantemente em espaços virtuais. Porém, estamos nos tornando a cada dia menos uma exceção. Pesquisas da Global Workplace Analytics mostram que a mudança para espaços de trabalho virtuais está acontecendo tipo, agora:

  • Metade da força de trabalho dos EUA tem um trabalho que pode ser feito, pelo menos parcialmente, de maneira remota.
  • 80-90% dos trabalhadores americanos dizem que gostariam de passar pelo menos parte de seu tempo trabalhado de maneira remota.
  • Funcionários estão se tornando mais móveis, com funcionários de empresas da Fortune 100 trabalhando 50-60% do tempo longe de suas mesas.

Mas não se anime muito ainda. Somente 2.8% dos trabalhadores nos EUA estão trabalhando de casa alguma parte do tempo. E então voltamos à nossa primeira pergunta: a aumento de popularidade da AR/VR significa que uma maior parte de nós terá uma chance melhor de trabalhar de pijama?

Casos de empresas se tornando virtuais

casos de empresas com trabalho virtual

Além de adicionar um novo brinquedo à sala de jogos da empresa, a AR e VR podem ajudar empresas com toda uma série de novos processos:

  • Entender Big Data permitindo que apresentações de modelos e pontos de dados sejam feitas com formas e filtros que telas planas não permitem
  • Tomar decisões rápidas no mercado de ações agregando toda a informação chave sem a necessidade de múltiplas telas grandes
  • Mostrar a compradores potenciais e proprietários de imóveis novos conceitos e desenhos de espaços
  • Ajudar profissionais medicais a planejar cirurgias e outros procedimentos, ou até realizar operações e exames de maneira remota.

Como aponta a Recode, o impacto dessas tecnologias no mundo profissional não se trata simplesmente de uma nova tecnologia, se trata de impulsionar novos modos de “pensar, criar, e demonstrar ideias”. Eles veem sérios benefícios a longo prazo para indústrias como a de saúde, design, transporte, fabricação, militar e serviços, se elas fizerem a mudança para um ambiente de realidade virtual ou aumentada.

Em geral, existem algumas maneiras interessantes em que a VR e AR podem tornar funcionários mais produtivos: a colaboração aumenta quando coisas como o espaço físico não são mais um problema para realizar conferências e reuniões. E falando em espaços diferentes, um par de óculos que mostra todas suas planilhas e arquivos é mais facilmente acessível que, por exemplo, levar seu computador a praia.

Com a realidade aumentada, você pode facilmente levar elementos digitais ao ambiente de trabalho físico: pense em cartões do Trello se movimentando em um espelho para que você não se esqueça de se apressar para sua reunião logo de manhã! E por que não fazer sua pausa Pomodoro em uma sala de relaxamento virtual que te tire realmente do caos das correrias do seu dia-a-dia? Sim, por favor!

Como tornar seu trabalho virtual

como se tornar virtual

A Tech Republic tem algumas sugestões para empresas que consideram implementar a tecnologia AR/VR no ambiente de trabalho. Uma delas é não deixar que a moda influencie sua decisão do que imergir, e quando.

Pense em tarefas e comportamentos comuns em seu escritório e como eles podem ser melhorados por uma solução virtual: treinamentos interativos podem ser melhorados com uma experiência virtual, a montagem de produtos pode ser refinada com uma visão através de óculos inteligentes, e apresentações poderiam ser sentidas com toda sua força em uma sala virtual.

Quando se trata do processo, eles sugerem definir objetivos de Retorno sobre Investimento da empresa, e usar dados para medir e melhorar os resultados. E se você não tem suporte interno para fazer um bom UX intuitivo, contrate os desenvolvedores necessários.

Trabalho virtual: planeje-se para quando

Antes que metade de seu escritório saia mais cedo para pegar um raríssimo Charizard, é provavelmente uma boa ideia que você ajuste seu pensamento de pensar se a tecnologia AR e VR vai entrar na sua vida de trabalho, para planejar quando isso vai acontecer. E quando acontecer, provavelmente irá ter um grande impacto sobre como –e onde—você irá trabalhar no dia-a-dia.

Então estamos imaginando trabalhar em algum lugar ensolarado e tropical. Lá existe uma tela gigante do Trello que podemos fazer aparecer a qualquer momento nos óculos AR ou VR e que poderemos movimentar com as mãos. Com ele, poderemos interagir com nossa equipe e organizar o quadro juntos independente de fuso ou fronteira. Que tipo de trabalho virtual você imagina?